BB vai usar capital na oferta de crédito, diz Brandão

No entanto, alvo continua sendo chegar a janeiro de 2022 com 11% de capital principal, reiterou

O presidente do Banco do Brasil (BB), André Brandão, afirmou que a instituição financeira usará seu excedente de capital para crescer no crédito. “O banco tem apetite e vai crescer usando esse combustível do capital”, disse em teleconferência com analistas nesta sexta-feira.

No entanto, Brandão reiterou que o alvo continua sendo chegar a janeiro de 2022 com 11% de capital principal. O BB fechou 2020 bem acima disso, com 13,62% de capital principal e 17,26% em capital de nível 1. Ambos subiram no ano passado, quando o banco reforçou o balanço para enfrentar a crise.

O executivo também disse que o banco fez novas rodadas de prorrogação de créditos pela peculiaridade de sua clientela. Segundo ele, as pausas nos contratos com governos começaram mais tarde porque foram regulamentadas mais tarde. No caso de pessoas físicas, houve demanda de Estados e municípios para que fosse concedido mais prazo a famílias que utilizam o consignado.

As prorrogações para grandes empresas, de acordo com Brandão, se deram em linha com a necessidade de “organizar o fluxo dessas operações”. O banco, entretanto, tem um relacionamento, em média, de 17 anos com os clientes cujas operações foram pausadas. “Conhecemos bem o negócio”, ponderou.

O vice-presidente de gestão financeira, Carlos André, acrescentou que o banco espera uma subida da inadimplência a partir do segundo trimestre, depois que boa parte das operações prorrogadas tiver seus pagamentos retomados.

Fonte: Valor Economico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *